Indígenas são mais discriminados que outros grupos, refere relatório

20 dezembro 2010

Estudo faz um mapa das condições sociais de indígenas em sete países entre 2005 e 2010.

Alessandra Ribeiro, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Os indígenas ainda são os mais afetados pela pobreza, baixo nível educacional e maior incidência de doenças, revela um estudo do Banco Mundial, em parceria com o Fundo para o Desenvolvimento Sustentável Social e do Meio Ambiente.

Segundo a pesquisa, os indígenas são mais discriminados do que outros grupos.

Pobreza

O estudo dá uma visão geral de uma série de indicadores referentes aos povos indígenas e mostra como as condições sociais dos indígenas evoluíram entre 2005 e 2010 na República Centro-Africana, China, Congo, Gabão, Índia, Laos e Vietname.

Numa entrevista à Rádio ONU, o brasileiro Marcos Terena, membro da Cátedra Indígena Internacional, disse ser importante levar em conta as características de cada povo, ao conceber metas de desenvolvimento.

"No modo africano, por exemplo, cada região tem a sua característica. Existe a questões inter-tribais na região de África, a questão da falta de reconhecimento de países asiáticos. Isso vai fazendo, por exemplo, que o conceito da pobreza não seja um patamar a ser eliminado dentro das metas do milénio para os povos indígenas", disse.

A pesquisa abrange a primeira metade da Segunda Década Internacional das Populações Indígenas do Mundo.

Progressos

O relatório tem como objectivo documentar a situação de pobreza dos povos indígenas que vivem fora do continente americano, da Nova Zelândia e da Austrália.

Mas alguns países têm feito progressos para melhorar as condições de vida dessas populações. O estudo aponta que as taxas de pobreza diminuíram de forma expressiva entre os indígenas na Ásia.

O Banco Mundial e especialistas de várias instituições reuniram nesta segunda-feira em Washington para debater o assunto.

*Apresentação: Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud