Nações Unidas pedem fim da violência em Cote d’Ivoire
BR

19 dezembro 2010

Secretário-Geral afirma que a Unoci vai continuar a monitorar as violações que possam ocorrer naquele país da África Ocidental.

[caption id="attachment_179094" align="alignleft" width="175" caption="Ban Ki-moon"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Secretário-Geral da ONU disse, neste sábado, que a Missão das Nações Unidas em Cote d'Ivoire, Unoci, vai cumprir o seu mandato naquele país, também conhecido como Costa do Marfim.

Num comunicado, Ban afirma que a Unoci vai continuar a monitorar e documentar todas as violações, ações de incitamento ao ódio, violência ou ataques contra forças de paz da ONU.

Incidentes Armados

Nos últimos dias têm sido registrados incidentes armados contra patrulhas da ONU. O Secretário-Geral afirmou estar profundamente preocupado e reitera a advertência emitida nesta sexta-feira de que qualquer ataque contra as forças da ONU será um ataque contra a comunidade internacional e que os responsáveis deverão prestar contas.

Ban Ki-moon afirmou que a comunidade internacional falou a uma só voz relativamente à tentativa do presidente em exercício, Laurent Gbagbo de manter-se no poder.

A situação de instabilidade em Cote d'Ivoire instalou-se depois do Tribunal Constitucional ter revertido a proclamação da vitória de Alassane Ouattara, antes anunciada pela Comissão Eleitoral Independente, CEI.

Os 15 países-membros do Conselho de Segurança da ONU vão reunir-se nesta segunda-feira para discutir a situação em Cote d'Ivoire e a renovação do mandato da Unoci no país, que deverá expirar em 31 de Dezembro de 2010.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud