Número de deslocados de Cote d'Ivoire sobe para 3,5 mil (Português África)

14 dezembro 2010

Acnur estima em cerca de 150 deslocados, entram diariamente na Libéria, em busca de refúgio devido à instabilidade no seu país.

[caption id="attachment_182626" align="alignleft" width="175" caption="Foto: Onuci"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque

Cerca de 3,5 mil deslocados de Cote d'Ivoire, também conhecida como Costa do Marfim, entraram na Libéria a fugir da contínua situação de instabilidade no seu país.

Diariamente, é registada a entrada de cerca de 150 deslocados nos postos fronteiriços liberianos.

Acolhimento nas Comunidades

O Alto Comissariado da Nações Unidas para Refugiados, Acnur, tem estado a observar a chegada de mais marfinenses no nordeste da Libéria.

Pelo facto do governo liberiano não seguir uma política de acolhimento de refugiados em acampamentos, os marfinenses estão a estabelecer-se nas comunidades locais.

Solidariedade

Os aldeões locais estão a hospedá-los nas suas residências e partilham os seus recursos.

A situação de instabilidade em Cote d'Ivoire foi gerada após o Tribunal Constitucional ter revertido a proclamação da vitória de Alassane Ouattara anunciada anteriormente pela Comissão Eleitoral Independente, CEI.

O Tribunal citou alegações de irregularidades no norte do país e concedeu a vitória a Laurent Gbagbo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud