FAO recomenda aumento de orçamentos para agricultura

3 dezembro 2010

Organização pede mais financiamentos para a adaptação do setor às mudanças climáticas nos países em desenvolvimento.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Os países em desenvolvimento devem estabelecer políticas para encorajar o investimento privado para que possam mitigar a falta de alimentos e adaptar a sua produção às mudanças climáticas, refere a FAO.

Um comunicado da organização recomenda aos governos dos países que tenham déficit de produção alimentar a aumentar os investimentos em pelo menos 10%.

Vulnerabilidade 

A agência refere igualmente que secas e cheias registadas neste ano, levaram a uma grande subida dos preços alimentares nos maiores produtores mundiais de cereais.

Como consequência foi acentuada a vulnerabilidade dos sistemas mundiais de produção e dos mercados agrícolas.

A organização adverte para a recorrência e intensificação destes efeitos durante as próximas décadas devido às mudanças climáticas.

A FAO chama atenção para o facto de estarem a diminuir os mecanismos de financiamento das iniciativas mundiais para promover a agricultura resistente às mudanças climáticas e reduzir as emissões de carbono.

Segundo o director da Divisão da FAO para o Ambiente, Mudanças Climáticas e Bioenergia, Peter Holmgren, os fundos disponíveis "tanto actuais como projectados, são substancialmente insuficientes para vencer os desafios no sector da agricultura."

Nesta sexta-feira, a organização levou a cabo um evento na Cimeira do Clima em Cancún, para ilustrar exemplos da agricultura "ecologicamente correta" incluindo de sistemas que reduziram significativamente a vulnerabilidade e a emissão dos gases nocivos ao ambiente em todo o mundo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud