Pastores mudam de profissão devido às mudanças climáticas no Quénia (Português África)

30 novembro 2010

Organização Marítima Internacional financia programa do governo japonês que contempla a oferta de equipamento de pesca e a formação de 450 famílias do Lago Turkana.

[caption id="attachment_182390" align="alignleft" width="175" caption="Financiamento japonês"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Pastores de gado de uma comunidade predominantemente dedicada à atividade no lago queniano Turkana estão a receber meios para melhorar o seu sustento através da pesca, quando as mudanças climáticas dizimam a sua principal fonte de rendimento.

A Organização Marítima Internacional, OMI, vai financiar um programa do governo japonês que contempla a oferta de equipamento de pesca e a formação das comunidades, com vista a permitir que possam pescar no Lago Turkana.

Efeitos

O equipamento, que será usado por 450 famílias residentes em quatro praias, inclui um barco de fibra para as operações de vigiância e salvamento no caso de acidentes pesqueiros, 15 barcos de madeira e 500 redes de pesca.

Os residentes de Turkana são, na sua maioria, pastores de gado severamente afectados pelo esgotameto dos seus campos de pasto tradicionais, devido a secas recorrentes causados pelas mudanças climáticas.

Os mercados de peixe do país são abastecidos com pescado capturado na sua maioria no lago Victória, a oeste do país, que é largamente explorado para a pesca.

A captura de pescado queniano é igualmente processada no Oceano Índico e em vários campos de piscicultura de todo o país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud