ONU optimista quanto a uma geração livre do Sida (Português África)

30 novembro 2010

Novo pacote de tratamento promete providenciar medicamentos antiretrovirais para salvar vidas de milhares de mães e crianças como nunca antes.

[caption id="attachment_187937" align="alignleft" width="175" caption="Pacote de tratamento"]

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Apesar do registo anual de 370 mil crianças nascidas com HIV, é possível chegar a uma geração livre do Sida, refere o novo relatório das Nações Unidas.

O documento publicado nesta terça-feira recomenda o mundo a acelerar unido nos passos em direcção ao acesso universal na prevenção, tratamento e protecção social contra o HIV.

União

Para atingir tal objectivo, é necessário alcançar inivíduos dos sectores mais marginalizados da sociedade, adverte o relatório.

O documento intitulado "Crianças e o Sida, Relatório do Quinto Inventário" indica que mulheres e crianças têm sido os mais marginalizados devido às desigualdades.

Segundo o Director Executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infància, Unicef, Anthony Lake, "na origem dos desequilíbrios estão diferenças do género, estatuto económico, localização geográfica, nível educacional e estatuto social."

OMS

O responsável discursava em Nova Iorque, no lançamento do relatório compilado pelo Unicef e mais quatro agências, incluindo a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Segundo apontou ,"diariamente, cerca de mil bebés são infectados pelo vírus HIV na transmissão de mãe para filho. O relatório sublinha inovações, como o pacote de mãe para filho que pode providenciar antiretrovirais para salvar vidas de mães e crianças como nunca antes".

O tratamento tem o objectivo de evitar a transmissão vertical do HIV de mãe para filho. Em todo o mundo, o Sida é uma das maiores causas de morte nas mulheres em idade reprodutiva.

A pandemia é também a maior causa da mortalidade em países com endemias generalizadas.

Na África Subsaariana , 9% da mortalidade das mães é atribuída ao HIV/Sida.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud