2ª volta das presidenciais em Côte d'Ivoire foi calma, diz ONU

29 novembro 2010

Concorreram no escrutínio deste domingo o presidente em exercício, Laurent Gbagbo, e o antigo primeiro-ministro, Alassane Ouattara.

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.

A segunda volta das eleições em Côte d'Ivoire, realizada neste domingo, decorreu num ambiente democrático, apesar da tensão e dos incidentes violentos que resultaram em três mortos, segundo o enviado especial da ONU para aquele país da África Ocidental.

Y.J. Choi, o representante especial do Secretário-Geral da ONU em Cote d'Ivoire e chefe da Unoci, disse que a missão estava encorajada em notar que ao longo de todas as cinco rotas estabelecidas, representantes dos dois candidatos estavam presentes em todas as assembléias de voto.

Vontade do Povo

Concorreram no escrutínio deste domingo o presidente em exercício, Laurent Gbagbo, e o antigo primeiro-ministro, Alassane Ouattara.

Segundo referiu, tinha chegado o momento para a salvaguarda dos resultados, acrescentando não ter havido dúvidas que a vontade do povo seria respeitada.

A Unoci ofereceu assistência logística e de segurança ao processo. A missão desencorajou o uso de meios anti-democráticos para reagir aos resultados eleitorais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud