Baixo registo de eleitores sobre referendo no Sudão preocupa ONU (Português África)

23 novembro 2010

O referendo marcado para dia 9 de Janeiro irá decidir o futuro da região.

[caption id="attachment_187721" align="alignleft" width="175" caption="Unmis entrega material eleitoral"]

Yara Costa, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Instabilidade e falta de consciencialização podem ser as causas do reduzido número de pessoas do Sul do Sudão, que vivem no norte do país, que deixaram de se registar para votar no referendo de janeiro. A opinião é do chefe do painel da ONU, Benjamin Mkapa, que está a monitorar a votação. O referendo irá decidir o futuro da região.

A ida ao centro de registo de votação no acampamento para deslocados internos permanece baixa e muitos sudaneses do sul parecem estar desinteressados ou com pouca vontade de se registarem.

Urnas

A votação irá decidir se o sul do Sudão permanece ou não ligado ao resto do país. O referendo está marcado para o próximo dia 9 de Janeiro. Neste dia, sudaneses da província central de Abiey também irão às urnas para votar sobre a pertença da área.

O ex-presidente da Tanzânia, Mkapa, lamentou o que ele chamou de falta de informação pública sobre o registo dos eleitores e apelou às autoridades do norte e do sul, aos media e à sociedade civil que divulguem o exercício do registo.

O painel do referendo teve a informação de que uma possível campanha organizada por alguns líderes do sul que vivem no norte do país, também poderia explicar a ausência de eleitores para o registo.

Mkapa disse ainda que o painel teria recebido relatórios de fora do país, sobre ameaças e intimidações contra o staff do centro de registo.

A menos de dois meses da votação, ainda não foi criada uma comissão do referendo e as relações entre as comunidades de Dinka e Misseriya que vivem na região, permanecem tensas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud