Conselho de Segurança deplora violência na Guiné-Conacri

19 novembro 2010

Conselho de Segurança da ONU apela aos guineenses para aceitarem resultados das eleições; segundo o Alto Comissariado de Direitos Humanos, parte da violência tem motivações étnicas.

João Duarte, da Rádio ONU em Londres.

Membros do Conselho de Segurança emitiram esta quinta-feira uma declaração na qual deploram a violência que eclodiu na Guiné-Conacri na sequencia do anúncio do vencedor das eleições presidenciais.

Na mensagem, o Conselho de Segurança apelou aos líderes políticos guineenses no sentido de evitarem acções que venham a aumentar as tensões.

Vencedor

Na segunda-feira, a comissão eleitoral independente declarou Alpha Condé vencedor da segunda volta das eleições realizadas a 7 de Novembro.

Informações avançadas pelo Alto Comissariado de Direitos Humanos afirmam que as forças de segurança guineenses mataram pelo menos quatro pessoas ferindo mais de três centenas na capital, Conacri.

Violência

Num comunicado, o porta-voz do Alto Comissariado, Rupert Colville, afirma que alguma da violência tem motivações de carácter étnico.

A segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Conacri conclui os esforços do governo interino para restaurar a democracia neste país da África Ocidental.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud