ONU e Prêmio Nobel pedem liberdade de presos em Miamar (Português Brasil)

18 novembro 2010

Aung San Suu Kyi, que foi libertada no último dia 13, falou sobre o tema, por telefone, com o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A líder da oposição de Mianmar e Prêmio Nobel da Paz, Aung San Suu Kyi, recebeu, nesta quinta-feira, uma ligação do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.

Após ser libertada da prisão domiciliar, no último dia 13, Suu Kyi conversou com Ban sobre a situação de outros presos políticos no país asiático.

Fonte de Inspiração

Mianmar é liderada por uma Junta Militar. Segundo as Nações Unidas, cerca de 2,2 mil pessoas estão nas prisões por causa de motivos políticos.

Na conversa, Ban expressou sua admiração por Suu Kyi e disse que a coragem e dignidade dela servem como fonte de inspiração para milhões de pessoas no mundo.

A ganhadora do Prêmio Nobel da Paz agradeceu o papel das Nações Unidas em Mianmar. A organização tem pedido ao governo militar que promova a transição democrática no país.

Aung San Suu Kyi disse que espera cooperar com o enviado especial de Ban Ki-moon a Mianmar para tratar dos desafios enfrentados pelos birmaneses.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud