Conselho Executivo da ONU Mulheres terá 4 países lusófonos
BR

11 novembro 2010

Angola, Brasil, Cabo Verde e Timor-Leste estão ao lado de mais 37 nações com mandatos de dois e três anos na nova instituição, que entra em vigor em 1º de janeiro.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Brasil e mais três países de língua portuguesa foram eleitos, nesta quarta-feira, para o Conselho Executivo da ONU Mulheres. A nova instituição entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2011.

Além do Brasil, receberam mandatos que variam de dois a três anos, Cabo Verde, Angola e Timor-Leste, durante um eleição em Nova York.

Igualdade

A ONU Mulheres terá ao todo 41 países em seu Conselho Executivo. A instituição é liderada pela ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet.

O embaixador de Angola nas Nações Unidas, Ismael Martins, falou à Rádio ONU sobre a escolha de seu país.

"Isto é bom. Porque a nós, a nível das nossas organizações de defesa do gênero, isto surge como o corolário do resultado de um trabalho que tem vindo a ser feito. Nós temos mulheres com muito valor que têm estado a dar um contributo muito importante para a promoção daquilo que a mulher representa. Nós vamos, de certeza, encontrar a pessoa certa, para o lugar certo, no momento certo", disse.

Orçamento

Autonomia

A ONU Mulheres tem como missão promover a igualdade de gênero e a automomia feminina em todo o mundo.

A eleição foi realizada com base no critério regional alocando 10 vagas para a África e 10 para a Ásia. América Latina e Caribe, e a Europa do Leste dividiram outras 10 posições. A Europa Ocidental obteve seis vagas e outras seis foram para países contribuintes, entre eles a Arábia Saudita, a Noruega e a Grã-Bretanha.

A ONU Mulheres terá um orçamento de US$ 500 milhões, equivalentes a R$ 825 milhões. A quantia é o dobro do que é atualmente destinado a quatro agências que cuidam da agenda feminina nas Nações Unidas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud