Guineenses empenhados na democracia, diz ONU

9 novembro 2010

Enviado da ONU para a África Ocidental, Said Djinnit, elogiou conclusão pacífica da segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Conacri.

João Duarte, da Rádio ONU em Londres.

Sonora: O enviado da ONU para a África Ocidental elogiou esta segunda-feira a conclusão pacífica da segunda volta das eleições presidenciais na Guiné-Conacri.

Em declarações emitidas após o escrutínio de Domingo, Said Djinnit afirmou que os cidadãos guineenses haviam demonstrado o seu empenho na democracia através da participação no acto eleitoral.

Promessas

O enviado da ONU apelou igualmente à calma antes e depois de se conhecerem os resultados oficiais. Djinnit encorajou os dois candidatos, Cellou Dalein Diallo e Alpha Condé, a manterem as promessas pré-eleitorais de respeitarem as regras, assegurando a manutenção da paz no país.

Em entrevista à Rádio ONU, o Representante Especial do Secretário-Geral para a África Ocidental adiantou que as Nações Unidas facilitaram os esforços da comunidade internacional de forma a garantir a transição pacífica da Guiné para a democracia.

Governo

A primeira volta das eleições presidenciais teve lugar em Junho.

A Guiné tem estado sob a direcção de um governo interino desde 2008, na sequência de um golpe de estado.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud