Guiné-Bissau quer manter cooperação técnica com Brasil
BR

8 novembro 2010

Escola brasileira no país africano ajuda com formação de professores como parte da cooperação para consolidação da paz.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Guiné-Bissau, o país de língua portuguesa no oeste da África, afirmou que quer manter sua cooperação técnica com o Brasil.

O governo brasileiro está contribuindo para o processo de consolidação da paz na Guiné, há alguns anos, em parcerias bilaterais e dentro do contexto das Nações Unidas.

Agentes de Polícia

Um dos resultados desta colaboração é a escola técnica brasileira aberta no país africano como contou à Rádio ONU, o novo embaixador guineense, em Nova York, João Soares da Gama.

"O Brasil tem cooperado com a Guiné-Bissau, não só no domínio do ensino. Portanto, há uma escola técnica brasileira que está a funcionar plenamente em Bissau. Mas também noutras áreas de formação de agentes de polícia. Enfim, em variadíssimas áreas. A questão da agricultura. E outros. Nós nos congratulámos muito com esta situação. A Guiné-Bissau, particularmente, a África toda, naturalmente, tem feito uma cooperação bastante substancial com o Brasil", explicou.

O Brasil também está presidindo a estratégia de paz para a Guiné-Bissau. A iniciativa tem a liderança da embaixadora brasileira, Maria Luiza Ribeiro Viotti.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud