Exclusiva: Otaviano Canuto

28 outubro 2010

Vice-presidente do Banco Mundial para Redução da Pobreza e Gerenciamento Econômico fala à Rádio ONU sobre recessão global, os efeitos da crise na América Latina e as tentativas de recuperação da economia dos EUA em 2011.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Para o doutor em Economia, Otaviano Canuto, a recuperação da economia americana não deverá ser acompanhada pela geração de novos postos de trabalho.

"Isso deve ocorrer pela situação de insegurança por parte das empresas que criam essas vagas. Após a recuperação, elas esperarão um tempo para fazer seus ajustes", afirmou.

Setor Bancário

Segundo Canuto, a economia dos Estados Unidos não crescerá em 2011 no mesmo ritmo do pré-crise. "Os setores que geravam emprego, o da construção e até mesmo o setor bancário não estão mais na mesma situação de antes. Deverá haver uma reestruturação da economia naturalmente", explicou.

Atualmente, Canuto ocupa a vice-presidência do Banco Mundial para Redução da Pobreza e Gerenciamento Econômico. Ele dirige uma área com mais de 700 economistas. Antes do Banco Mundial, ele trabalhou no BID com formulação de políticas econômicas, comércio, dívida, gênero, gerenciamento e governança.

Livro

Ex-professor de Economia da Universidade de São Paulo e de Campinas, ele acaba de lançar o livro "The Day After Tomorrow" ainda sem tradução para o português. O livro pode ser baixado, gratuitamente, do site do Banco Mundial. (www.worldbank.org sob o título The Day After Tomorrow).

Nesta entrevista à Rádio ONU, Otaviano Canuto explica sua tese para a "troca de locomotivas" na economia global, e afirma que "em termos de números a economia chinesa pode vir a ultrapassar a americana, mas não em renda per capita".

Para Canuto, as economias emergentes têm um hoje um papel muito maior do que tinham 10, 15 anos atrás. E isso, ao que parece, deverá levar a uma mudança natural do processo de decisão internacional.

Acompanhe à entrevista à Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Tempo Total: 13' 35''

Entrevista - Parte 1

Entrevista - Parte 2

Entrevista - Parte 3

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud