FAO diz que cidades verdes aumentam segurança alimentar

28 setembro 2010

Segundo projecções da ONU, até 2020, a proporção da população citadina que vive na pobreza poderá atingir os 45%, ou seja, 1,4 mil milhões de pessoas; FAO indica que a horticultura urbana pode ser uma das soluções para o problema.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, disse que cidades mais verdes podem ser a chave para assegurar modos de vida sustentáveis, comida nutritiva e segura e comunidades saudáveis.

Segundo o órgão, em 2025, mais de metade da população dos países em desenvolvimento irá viver em cidades. Para a FAO, este dado deve ser tomado em conta pelos especialistas em planeamento urbano e políticos.

Conceito

O conceito de "cidades verdes" é geralmente associado à gestão urbana nos países ricos. A agência da ONU indica, contudo, que pode ser adaptado à realidade sócio-económica das nações pobres.

À medida que as cidades crescem, parcelas valiosas de terrenos agrícolas são perdidas devido a actividades de construção de casas, infraestuturas e indústria. Em consequência, a produção de alimentos fica concentrada nas áreas rurais, aumentando os custos do transporte, refrigeração e armazenamento.

Segundo projecções da ONU, até 2020, a proporção da população citadina que vive na pobreza poderá atingir os 45%, ou seja, 1,4 mil milhões de pessoas.

Soluções

Para a FAO, o grande desafio é mudar a tendência actual de urbanização insustentável para um futuro verde que ofereça escolhas, oportunidades e esperança aos habitantes das cidades. A agência afirma que uma das soluções é a prática de horticultura urbana.

Governos de cerca de 20 países procuraram a assistência do órgão da ONU nos últimos 10 anos sobre técnicas, incentivos e formação para os chamados "agricultores urbanos".

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud