Correios devem diversificar e aderir a novas tecnologias
BR

23 setembro 2010

Conferência da União Postal Universal debateu futuro dos serviços em todo o mundo; para FMI, correios têm papel importante na área financeira.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Um encontro com mais de 600 participantes, em Nairóbi, capital do Quênia, concluiu que os serviços de correio precisam implementar tecnologias modernas, diversificar seus serviços e melhorar a qualidade de seus produtos.

A Conferência de Estratégia da União Postal Universal 2010 também examinou tendências que podem definir o futuro de agências de correios em todo o mundo.

Serviços Financeiros

O diretor-geral da UPU, Edouard Dayan, disse que o serviço postal enfrenta um risco de não antecipar as mudanças.

Desde o início da crise financeira, o número de correspondências tradicionais diminuiu. Mas para Dayan, o setor deve permanecer otimista à medida que aumenta o volume de paquetes e serviços financeiros.

O chefe do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn, disse que os Correios são um "bem público" e um fornecedor ideal de operações financeiras especialmente para as pessoas que não têm conta bancária.

Cartas e Paquetes

Strauss-Kahn disse que os serviços postais ajudam com contas poupança e remessas de dinheiro. Muitas agências deixaram de fazer depósitos em papel para movimentar apenas transações por meios eletrônicos.

Uma outra boa notícia para os correios é o crescimento do comércio virtual que elevou o número de paquetes.

Serviços de correio em todo o mundo empregam 6 milhões de pessoas para fazer com que 430 bilhões de cartas e 6 bilhões de paquetes cheguem a seus destinos todos os anos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud