Países menos avançados são os mais afectados pela pobreza, diz Ban

21 setembro 2010

Ban Ki-moon disse que o grupo é o que enfrenta mais desafios para o cumprimento das Metas do Milénio; ele pediu mais ajuda internacional para essas nações.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que a cinco anos do prazo final para o cumprimento das Metas do Milénio, os Países Menos Avançados, os chamados PMA, permanecem os mais afectados pela pobreza.

Ban falava esta terça-feira num evento organizado pelo grupo, à margem da cimeira de alto nível sobre as Metas do Milénio.

Desafios

Cinco países de língua oficial portuguesa fazem parte dos PMA: Angola, Guiné Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste. Actualmente mais de metade dos 800 milhões de pessoas nas 49 nações menos avançadas vivem abaixo da linha da pobreza.

Ban Ki-moon mencionou avanços na área da saúde, educação e acesso a água potável, mas alertou que os países mais pobres do mundo são os que enfrentam maiores desafios para o cumprimento dos objectivos da ONU.

O Secretário-Geral disse que os PMA representam o segmento mais pobre e vulnerável da humanidade. Ele sublinhou que esse grupo de países encontra-se no epicentro da emergência de desenvolvimento.

Ban Ki-moon notou que as nações menos avançadas fizeram esforços para melhorar a sua gestão económica e governação política e apelou para a continuação do apoio da comunidade internacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud