Noruega apoia países africanos sobre plataforma continental

21 setembro 2010

Acordos assinados em Nova Iorque englobam Cabo Verde e Guiné Bissau; país nórdico vai ajudar seis nações da África Ocidental a submeterem um pedido às Nações Unidas para a extensão das suas plataformas continentais.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Noruega vai apoiar seis países da África Ocidental, incluindo Cabo Verde e a Guiné Bissau, a submeterem um pedido às Nações Unidas para a extensão das suas plataformas continentais.

Dois acordos foram assinados esta terça-feira numa cerimónia que decorreu num hotel perto da sede da ONU, em Nova Iorque.

Cooperação Técnica

O primeiro documento foi assinado entre seis nações da sub-região africana: Cabo Verde, Guiné Bissau, Guiné Conacri, Gâmbia, Senegal e Mauritânia, e visa aumentar a cooperação técnica entre esses países na área.

O segundo acordo estabelece as bases para o apoio da Noruega a esses Estados, particularmente na recolha de dados que serão depois apresentados ao Comité das Nações Unidas sobre Plataforma Continental.

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, José Brito, disse à Rádio ONU, durante a cerimónia, que o controle do mar é cada vez mais importante na presente conjunctura económica.

Responsabilidades

"A questão do mar está a tornar-se uma questão emergente importante no domínio das relações internacionais, nas áreas económica, ambiental e de segurança. Para Cabo Verde a extensão da sua plataforma continental iria aumentar as suas responsabilidades mas também as suas vantagens económicas. Pode também ter um impacto no papel que o país desempenha na sub-região", afirmou.

José Brito indicou que o acordo regional irá permitir às nações signatárias reduzir os custos da apresentação do dossier junto à ONU.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud