Angola diz que fez progressos em todas as Metas do Milénio

21 setembro 2010

George Chicoti disse à cimeira de alto nível sobre o tema que o combate à fome e à pobreza é o pilar da política de desenvolvimento do país; ele revelou que os investimentos feitos na área da saúde já estão a dar frutos.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros de Angola, George Chicoti, disse que o seu país fez progressos em todos os indicadores básicos das Metas do Milénio.

Falando esta segunda-feira numa cimeira de alto nível sobre o tema, em Nova Iorque, Chicoti indicou que o combate à fome e à pobreza constitui o pilar central da política de desenvolvimento do seu governo.

Malária

O Secretário de Estado angolano revelou que mais de 2 milhões de crianças foram matriculadas desde 2002, um aumento de 76% e que a taxa de infecções da malária caiu 23%.

"Nós atribuímos elevada importância a este encontro porque acreditamos que nada está perdido. Precisamos agir com rapidez e sabedoria afim de assegurar que a partir do presente ano seja imprimida uma maior dinâmica capaz de contribuir para o alcance das Metas do Desenvolvimento do Milénio e outros engajamentos internacionais acordados", afirmou.

George Chicoti disse que várias promessas da comunidade internacional não foram cumpridas, nomeadamente o aumento da ajuda ao desenvolvimento, a reforma da arquitectura financeira internacional e a criação de um programa integrado de microcrédito.

Investimentos

O secretário de Estado angolano salientou que os investimentos feitos pelo país na área da saúde já estão a dar resultados.

Chicoti afirmou que entre 2000 e 2006, Angola construiu mais de 250 hospitais, reduzindo as taxas de mortalidade infantil e materna para 660 óbitos por cada 100 mil nascimentos, uma queda de quase 50% em 10 anos.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud