Unifem capacita moçambicanas na gestão de fundos públicos

21 setembro 2010

A iniciativa vai dotar as mulheres moçambicanas de conhecimentos básicos de planificação e prestação de contas e possibilitar o seu envolvimento na tomada de decisões de interesse público.

Manuel Matola, da Rádio ONU em Maputo.

O Fundo de Desenvolvimento da ONU para Mulheres, Unifem, está a desenvolver um projecto piloto de capacitação de mulheres moçambicanas sem educação formal na gestão de fundos públicos no distrito de Muembe, em Niassa.

A província, a norte de Moçambique, é predominantemente de linhagem matrilenear, mas o poder de decisão ao nível familiar e das instituições sociais continua a ser detido por homens.

Interesse Público

Denominado "Projecto de Género e Desenvolvimento Equitativo", a iniciativa visa dotar as mulheres moçambicanas de conhecimentos básicos de planificação e prestação de contas, possibilitando o seu envolvimento na tomada de decisões de interesse público.

A coordenadora do programa do Unifem em Moçambique, Ondina Vieira, disse à Rádio ONU, em Maputo, que apesar de se registarem melhorias na participação da mulher na definição de políticas públicas, alguns homens ainda resistem em trabalhar com esta camada social.

"A situação da mulher ao nível da sociedade está baseada na subalternização do seu papel em todos os domínios. A mulher é vista como um ser da segunda categoria. Não é ouvida na primeira pessoa, é ouvida através de outra pessoa", afirmou.

Iniciativa

Até o fim do programa em Dezembro de 2012, o Unifem vai desembolsar US$ 750 mil para a formação de mulheres moçambicanas sem estudos, uma iniciativa que junta quatro agências da ONU ligadas ao desenvolvimento.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud