Assembleia-Geral da ONU reforça combate ao tráfico humano

31 agosto 2010

O plano foi lançado, em Nova Iorque, numa sessão aberta pelo Secretário-Geral, Ban Ki-moon; segundo a ONU, milhões de pessoas, a maioria crianças e mulheres, são vítimas deste tipo de crime todos os anos.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova Iorque .*

As Nações Unidas lançaram esta terça-feira um Plano de Ação Global contra o Tráfico de Seres Humanos.

De acordo com a ONU, milhões de pessoas, a maioria crianças e mulheres, são vítimas deste tipo de crime todos os anos.

Recomendações

O plano foi lançado na Assembleia Geral, em Nova Iorque, numa sessão aberta pelo Secretário-Geral, Ban Ki-moon.

No seu discurso, Ban disse que o Plano de Ação fortalece o que ele chamou de três Ps: prevenir o tráfico, processar os criminosos e proteger as vítimas. Ban lembrou que a proposta ainda inclui um quarto P de parceria.

Em Julho, o órgão adoptou o plano no qual governos se comprometem a tomar medidas concretas para evitar o tráfico de pessoas, proteger e assistir as vítimas.

Outras recomendações visam punir crimes relacionados ao tráfico além de fortalecer parcerias entre governos, sociedade civil, sector privado e meios de comunicação social.

A especialista do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc, Sandra Valle, falou à Rádio ONU, de Viena, sobre um dos desafios para combater o crime logo no começo.

"O grande problema que se tem é de treinar as polícias locais para estarem mais alertas a sinais de tráfico. Porque é claro que aquela pessoa traficada não vai ter nenhuma identidade, ela terá medo de denunciar. E a polícia tem que estar devidamente sensibilizada e treinada para ver estes sinais", afirmou.

Privacidade

De acordo com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, uma das formas de ajudar as vítimas do tráfico de seres humanos é através da criação de um fundo voluntário da ONU.

O Unodc também pediu aos governos que tomem todas as medidas para assegurar que as vítimas não sejam penalizadas pelo fato de terem sido traficadas. O plano também propõe a proteção da identidade das vítimas e a defesa de sua privacidade e segurança.

*Apresentação Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud