Ocha pede ajuda urgente para vítimas de enchentes no Niger (Português África)

31 agosto 2010

As cheias começaram no início deste mês e já causaram pelo menos cinco mortos e contribuiram para a perda de 100 mil cabeças de gado; agência indicou que o país necessita de 10 mil toneladas de comida e enfrenta uma situação grave de insegurança alimentar.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

As Nações Unidas estão a apelar para uma ajuda urgente ao Niger, onde recentes cheias deslocaram cerca de 200 mil pessoas e agravaram uma crise alimentar que afecta 7,5 milhões, metade da população do país.

As cheias começaram no início deste mês e já causaram pelo menos cinco mortos e contribuíram para a perda de 100 mil cabeças de gado, segundo Modiho Traoré, chefe do Escritório da ONU para Assistência Humanitária, Ocha, na nação oeste-africana.

Prioridade

Numa entrevista à Rádio ONU, Traoré disse que a situação poderia piorar nos próximos dias. Ele afirmou que a prioridade é o envio de comida.

O chefe do Ocha em Niamey indicou que o país necessita de 10 mil toneladas de alimentos e enfrenta uma situação grave de insegurança alimentar.

Modiho Traoré revelou ainda que tem chovido em todas as regiões do país e que as cheias deverão provocar mais mortos já que a estação das chuvas só termina no próximo mês.

Seca

A situação alimentar na África Ocidental e no Niger em particular já era precária devido a um período prolongado de seca.

Uma avaliação realizada pela ONU em Abril mostrou que metade da população do Niger enfrentava o espectro da fome.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud