Banco Mundial apoia programas em Moçambique

30 agosto 2010

Falta de infraestruturas está a estrangular o desenvolvimento económico moçambicano por isso a instituição financeira mundial lança programas específicos de apoio.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Banco Mundial considera Moçambique um dos países da África-subsaariana que está a desenvolver boas práticas para criar um ambiente económico favorável ao desenvolvimento.

O Banco Mundial dá como exemplos as medidas de apoio ao investimento, de redução da corrupção e de fortalecimento das leis da regulação nos serviços financeiros através da supervisão.

Constrangimentos

No entanto, esta instituição mundial entende que Moçambique enfrenta grandes constrangimentos ao desenvolvimento, capacidade produtiva e crescimento económico por falta de infraestruturas, sobretudo nas redes de transportes e na energia.

Segundo estudos do Banco Mundial, Moçambique pertence aos países onde os custos com água, transportes e energia condicionam em metade os ganhos de produtividade no sector privado. Tanto como factores como o crime, a corrupção e um mercado financeiro limitado.

Programa

Para o Banco Mundial, é essencial para este país africano resolver as deficiências nas infraestruturas.

É esse o objectivo dos programas da Política Instrumental de Suporte do Banco Mundial.

Cada programa pretende manter ou aumentar os níveis de investimento público dos anos anteriores e proporcionar um ambiente macro económico estável.

O Banco Mundial entende que os programas podem ajudar na transição de países como Moçambique da dependência da ajuda internacional para nações auto-suficientes no que respeita às opções de financiamento público e onde existe confiança para que o sector privado seja o motor do crescimento económico.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud