Governo paquistanês se reunirá com FMI para discutir ajuda
BR

24 agosto 2010

Ministro das Finanças será recebido em Washington nesta quarta-feira; cheias afetaram cerca de 20 milhões de pessoas.

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.*

O Fundo Monetário Internacional, FMI, informou que está analisando a concessão de uma linha de crédito para a reconstrução do Paquistão, após as cheias do mês passado.

Uma equipe de técnicos do governo paquistanês já está em Washington para discutir o impacto do desastre sobre a economia do país.

‘Catástrofe Humana'

Nesta quarta-feira, o ministro das Finanças do Paquistão, Abdul Hafeez Shaikh, deverá se juntar ao grupo na sede do FMI, na capital americana. Numa nota, o fundo informou que os custos da reconstrução podem chegar a bilhões de dólares.

Pelo menos 20 milhões de pessoas foram afetadas pelas cheias que atingiram o noroeste do país asiático em julho. O diretor do FMI para a região, Masood Ahmed, disse que o Paquistão está vivendo ‘uma catástrofe humana ainda em evolução'.

Acordo

De acordo com especialistas, foram as piores monções dos últimos 80 anos no país.

Nesta terça-feira, agências de notícias informaram que a situação está se agravando com a chegada das águas ao sul do Paquistão.

O FMI e o Paquistão já têm um acordo de cerca de US$ 11 bilhões, o equivalente a mais de R$ 18 bilhões, que começou em 2008. O montante é liberado em parcelas e pode ser revisto pelos técnicos do órgão.

*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud