Ban condena ataque na RD Congo que matou três capacetes azuis (Português África)

18 agosto 2010

Os três militares da Monusco morreram num ataque que fez mais seis feridos, três em estado grave: ONU pede investigação ao atentado.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, declarou que está consternado pela morte de três capacetes-azuis indianos que se encontravam ao serviço da Missão das Nações Unidas na República Democrática do Congo, Monusco.

Os três elementos da força da ONU morreram na última madrugada na sequência de um ataque surpresa realizado por um grupo de homens armados não identificados à base operacional de Kirumba, no leste do país. O local fica a 140 km de Goma, capital do Kivu Norte.

Feridos graves

Além das três vítimas mortais, seis militares da ONU ficaram feridos, três em estado grave.

O Secretário-Geral da ONU endereçou condolências ao governo da Índia e aos familiares dos três capacetes-azuis.

Numa nota, Ban Ki-moon condena o ataque e apela ao governo da RD Congo que investigue o incidente e que os responsáveis sejam identificados o mais rápido possível e levados à justiça.

Ban louvou os homens e mulheres que compõe a Monusco pelos seus esforços em proteger os civis, facilitar o acesso da ajuda humanitária a quem dela precisa e promover a paz na RD Congo.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud