Conflito na Somália tem impacto além das fronteiras, diz representante da ONU

13 agosto 2010

O atentado duplo em Kampala, há um mês, lança a suspeita de que a instabilidade em território somali já tenha saltado fronteiras e atingido países vizinhos.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O representante especial do Secretário-Geral da ONU para a Somália, Augustine Mahiga, acredita que o conflito neste país do Corno de África está a espalhar-se para os países vizinhos.

Numa carta de condolências depois do duplo atentado de há um mês em Kampala, capital do Uganda, Mahiga escreveu que os ataques confirmam as "ramificações regionais e internacionais" do conflito somali.

Preocupação internacional

Os atentados são atribuidos a um dos grupos rebeldes da Somália conhecido como Al-Shabaab, que terá reivindicado a acção que matou mais de 70 ugandeses e pessoas de outras nacionalidades que se encontravam reunidas para ver a final do campeonato do mundo de futebol.

Augustine Mahiga disse que "a tragédia de Kampala despertou a atenção e preocupação internacionais".

Acrescentou que pelo Uganda passaram várias decisões relacionadas com o conflito somali , quer da União Africana quer da Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento.

O representante especial de Ban Ki-moon considera que as prioridades fundamentais para a Somália são "a reconciliação com base no diálogo, na inclusão de todas as opiniões políticas, segurança, acção humanitária e reconstrução".

Oportunidade

Na carta, Mahiga louva o trabalho que está a ser feito para elaborar uma nova constituição somali, que entende ser uma das tarefas essenciais do goveno federal de transição. Disse que se trata "de uma oportunidade única para os somalis desenharem o seu destino".

Augustine Mahiga destaca a importância de se criarem instituições públicas e da haver uma rede de serviços públicos.

Disse que "não há dúvidas que áreas como a educação, saúde, água e saneamento continuam a ser críticas para o dia a dia do povo da Somália" e que a diáspora tem um papel importante na melhoria dessas condições.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud