Praça de São Cristóvão pode aumentar turismo em Sergipe, diz Unesco
BR

2 agosto 2010

Especialista de agência da ONU diz que tendência da maioria dos patrimônios históricos é receber olhar da comunidade internacional e mais proteção técnica.

[caption id="attachment_182896" align="alignleft" width="175" caption="Praça de São Cristóvão "]

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

Uma especialista da Unesco disse à Rádio ONU que a escolha da Praça de São Cristóvão como Patrimônio Cultural Mundial pode levar a um aumento no fluxo de turismo em Sergipe. A praça fica na cidade de São Francisco, perto da capital Aracaju, e foi inserida na lista de patrimônio cultural mundial da Unesco neste domingo.

Numa entrevista, de Brasília, a coordenadora do Setor de Cultura da Unesco no Brasil, Jurema Machado, afirmou que a tendência natural de um patrimônio da humanidade é receber mais atenção da comunidade internacional.

Cooperação Técnica

"O que eu acho que fica mais evidente do ponto de vista da vantagem é este olhar da comunidade internacional, a disposição para cooperação e sobretudo a proteção. A visibilidade e o turismo são formas de proteção se eles forem bem cuidados."

Ao todo, o Brasil passa a ter 18 sítios na lista. A decisão foi tomada pelo

Comitê do Patrimônio Mundial, reunido em Brasília. A Praça de São Cristóvão foi o único candidato brasileiro entre os 39 bens avaliados neste ano.

Portugal e Espanha

Especialistas dizem que o local é uma excelente representação arquitetônica do Século XVI, quando Portugal e Espanha eram uma só coroa.

Durante o fim de semana, entraram para lista da Unesco também sítios da Arábia Saudita, do Irã, da Austrália e da Índia entre outros países.

A reunião em Brasília termina nesta terça-feira.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud