FAO destaca Namíbia na luta contra Febre do Vale do Rift (Português África)

28 julho 2010

Doença propagou-se no país, mas a rápida acção das autoridades namibianas impediu maiores consequências.

João Rosário, da Rádio ONU em Lisboa.

O Director-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, FAO, Jaques Diouf, elogiou a Namíbia pela acção rápida e eficaz daquele país para travar a expansão da Febre do Vale do Rift durante os últimos surtos da doença.

Numa reunião no Ministério da Agricultura, Água e Flores, em Windhoek, capital da Namíbia, Diouf elogiou as instituições do país envolvidas na acção.

Ele disse que a sua vigilância e pronta reacção evitaram que os recentes surtos da Febre do Vale do Rift se espalhassem com potenciais consequências devastadoras de vidas, meios de subsistência e segurança alimentar.

Diouf dirigiu-se aos matadouros onde a doença foi detectada, aos serviços da Direcção Veterinária e aos criadores de gado envolvidos.

Erradicação

A Febre do Rift é uma doença propagada por mosquitos após grandes chuvadas e inundações.

É caracterizada por altas taxas de aborto e mortalidade neonatal, sobretudo em ovelhas, cabras e gado.

Os seres humanos também correm riscos e a enfermidade até pode provocar a morte em caso de contacto com o sangue ou órgãos de animais infectados, ou pela picada por mosquitos portadores da doença.

A ameaça da Febre do Rift não está completamente afastada, uma vez que a próxima época de chuvas será entre Outubro e Novembro.

A FAO está a ajudar as autoridades da Namíbia a definir várias opções estratégicas de controlo e prevenção da doença no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud