Unodc diz que mundo tem 50 milhões de migrantes ilegais
BR

15 julho 2010

Relatório da agência examina dois fluxos: da América Latina para a do Norte, e da África para a Europa; 90% dos que seguem para os Estados Unidos recebem assistência de traficantes, um mercado que gera US$ 6,6 bilhões por ano para os criminosos.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

Cerca de 3 milhões de latino-americanos são traficados pela fronteira sul dos Estados Unidos todos os anos, região que também registra o maior número de migrantes detidos no mundo.

A informação está em relatório do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime, Unodc, divulgado na quarta-feira.

Fluxos

O documento "A Globalização do Crime: Avaliação da Ameaça do Crime Organizado Transnacional" examina dois fluxos: da América Latina para a do Norte, e da África para a Europa.

Segundo o relatório do Unodc, existem 50 milhões de migrantes ilegais no mundo hoje. 90% dos que seguem para os Estados Unidos recebem assistência de traficantes, um mercado que gera US$ 6,6 bilhões por ano, o equivalente a mais de R$ 11 bilhões, para os criminosos.

Os migrantes viajam em comboios, a pé e através de túneis, mas a maioria ainda é traficada em caminhões. Eles são colocados em casas antes e após a travessia para cumprirem o pagamento pelo serviço irregular.

Reféns

De acordo com o documento, muitos migrantes também viram reféns dos criminosos, que querem garantias para o recebimento do dinheiro.

A dinâmica da migração para a Europa é parecida. Cerca de 55 mil africanos foram traficados para o continente europeu em 2008.

A maioria das rotas de contrabando de migrantes inclui trechos de terra e por mar em direção a ilhas europeias. As viagens são perigosas e os migrantes estão sujeitos a exploração.

A Europa tem a maior população de africanos do mundo e as remessas desses migrantes tem peso significativo no produto interno bruto de muitos países da África.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud