Acnur quer aprimorar parcerias com ONGs nacionais
BR

30 junho 2010

Segundo agência da ONU, organizações não governamentais são vitais porque implementam ações para refugiados e deslocados internos em algumas das áreas mais remotas e difíceis do mundo; Acnur realiza consultas anuais com ONGs até quinta-feira em Genebra.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

Mais de 200 organizações não governamentais estão reunidas esta semana em Genebra para consultas anuais com o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur.

Segundo a agência da ONU, o foco do encontro este ano são as parcerias com ONGs nacionais.

Remotas

As discussões, que acontecem até quinta-feira, incluem a situação dos apátridas, refugiados urbanos, prevenção ao abuso e à exploração sexual, deslocados internos e xenofobia.

Em declaração durante o encontro, a diretora da Divisão de Relações Exteriores do Acnur, Daisy Dell, disse esperar que as consultas levem a propostas concretas sobre como fortalecer o papel dos parceiros nacionais em áreas como a administração de programas.

De acordo com o Acnur, as ONGs são vitais porque implementam as ações para refugiados e deslocados internos em algumas das áreas mais remotas e difíceis do mundo. A agência trabalha com mais de 600 organizações não governamentais.

Linha de Frente

O vice Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados, Alexander Aleikinoff, que participa pela primeira vez das consultas, lembrou que os parceiros nacionais estão na linha de frente de qualquer operação.

Ele ressaltou que o objetivo é melhorar as parcerias para aprimorar o que as ONGs já fazem, que é ajudar amigos e vizinhos quando desastres acontecem.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud