PMA pede mais apoio para programas de refeição escolar
BR

30 junho 2010

Agência da ONU lembra que cerca de 66 milhões de meninos e meninas em idade escolar recebem alimentação através de programas específicos.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, pediu mais apoio internacional de doadores e parceiros para a ampliação de iniciativas que levem comida às crianças nas escolas.

Segundo a chefe de política de alimentação escolar da agência, Nancy Walters, cerca de 66 milhões de meninos e meninas em idade escolar recebem refeições através de programas específicos.

Vital

Walters participou de fórum sobre o tema em Nova York, em evento paralelo ao segmento de alto nível do Conselho Econômico e Social das Nações Unidas, Ecosoc, que se reúne até sexta-feira. O fórum foi co-organizado pelo PMA, Banco Mundial e pelos governos do Brasil e da Rússia.

O financiamento seguro é vital para programas sustentáveis de refeição escolar, de acordo com a representante da agência da ONU.

Ela elogiou países que protegeram essas iniciativas de cortes orçamentários durante a crise econômica global e disse que os benefícios podem ser vistos em muitas nações.

Impacto

Nancy Walters citou o impacto positivo sobre os níveis de anemia em Bangladesh devido à distribuição de biscoitos fortificados.

Walters afirmou que os programas de alimentação nas escolas ajudam a reduzir níveis de doenças e problemas de saúde, estimulam as crianças e melhoram padrões educacionais.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud