Ban elogia realização de presidenciais na Guiné-Conacri

29 junho 2010

Ban Ki-moon saudou o governo guineense, a Comissão Eleitoral Independente, os partidos políticos e as organizações da sociedade civil, assim como a população, pela atmosfera pacífica prevalecente durante a votação.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou a Guiné-Conacri pela realização, com êxito, das eleições presidenciais, consideradas de uma forma geral como a primeira votação democrática desde a independência do país há 50 anos.

Vinte e quatro candidatos tomaram parte no escrutínio de domingo. Uma segunda volta está agendada para o próximo mês caso nenhum dos candidatos consiga mais de 50% dos votos.

Veredicto

Num comunicado divulgado na segunda-feira pelo seu porta-voz, Ban pediu a todas as partes para continuarem a respeitar o seu compromisso para com um processo pacífico baseado no respeito pelo estado de direito e aceitarem o veredicto das urnas.

O Secretário-Geral saudou o governo guineense, a Comissão Eleitoral Independente, os partidos políticos e as organizações da sociedade civil, assim como a população, pela atmosfera pacífica prevalecente durante a votação.

A Guiné-Conacri tem sido dominada por regimes ditatoriais e militares desde que conquistou a independência em 1958. O país permanece mergulhado na pobreza e subdesenvolvimento.

Em Setembro do ano passado, forças de segurança mataram mais de 150 civis durante uma manifestação pacífica nas ruas da capital. Centenas de pessoas ficaram feridas e muitas mulheres foram violadas.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud