FAO distribui sementes para 100 mil agricultores no Burkina Faso

25 junho 2010

Segundo a agência, mais de 10 milhões de pessoas enfrentam o espectro da fome na região africana do Sahel; chuvas fracas e irregulares provocaram um declínio de 17% na produção cerealífera no Burkina Faso.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, iniciou a distribuição de sementes de qualidade para 100 mil agricultores vulneráveis no Burkina Faso, num esforço para combater a crescente crise alimentar na região do Sahel.

Segundo o Sistema de Aviso Prévio e Informação Global da agência, mais de 10 milhões de pessoas enfrentam o espectro da fome naquela área semi-árida da África Ocidental. Chuvas fracas e irregulares provocaram um declínio de 17% na produção cerealífera no Burkina Faso.

Projecto

O projecto da FAO faz parte de uma operação financiada pela União Europeia, EU e orçada em cerca de US$ 22 milhões.

O coordenador de emergência do órgão em Ougadougou, Jean-Pierre Renso, disse que a seca exacerbou uma situação alimentar já difícil, devido à persistência dos altos preços da comida.

O projecto de distribuição de sementes da FAO a 100 mil agricultores para a próxima época de colheitas vai beneficiar cerca de 700 mil pessoas.

Uma nota da agência divulgada esta sexta-feira afirma que a operação financiada pela União Europeia vai melhorar a segurança alimentar de mais de 860 mil famílias rurais.

A iniciativa integra-se no programa da EU de US$ 1,2 mil milhão em resposta à crise causada pela alta dos preços mundiais de alimentos, em 2007 e 2008.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud