PMA fornece alimentos para 150 mil pessoas no Quirguistão
BR

24 junho 2010

Diretor-executivo adjunto da agência da ONU esteve no Uzbequistão nesta quinta-feira em centro de distribuição; 750 mil quirguizes buscaram abrigo no país após início dos confrontos étnicos.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

O Programa Mundial de Alimentos, PMA, informou nesta quinta-feira que já forneceu suprimentos para cerca de 150 mil pessoas no Quirguistão desde o início dos conflitos étnicos no país, em 10 de junho.

Só na última semana, a agência da ONU organizou cinco carregamentos aéreos com alimentos e equipamentos de emergência destinados à nação da Ásia Central.

Centro

Um centro humanitário foi criado no aeroporto da cidade de Osh para receber ajuda internacional. O PMA lidera os esforços de coordenação de logística e telecomunicação.

A agência destinou 110 toneladas métricas de biscoitos energéticos, fortificados com vitaminas e minerais, e deu início ao transporte de mais suprimentos vindos do Tajiquistão e do Afeganistão, como trigo, lentilha, óleo e sal.

Segundo o Programa Mundial de Alimentos, as barricadas diminuíram e os refugiados começam a retornar ao Quirguistão, vindos do vizinho Uzbequistão, onde buscaram abrigo após o início dos confrontos entre quirguizes e a minoria uzbeque.

Distribuição

O diretor-executivo adjunto do PMA, Amir Abdulla, esteve no centro de distribuição de Dostuk, no Uzbequistão, nesta quinta-feira. O país recebeu cerca de 750 mil refugiados no auge da crise.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud