Projecto na Mauritânia pode servir de modelo para combater desertificação

17 junho 2010

Segundo a FAO, a iniciativa conseguiu proteger 857 hectares de solo ameaçado, graças à escolha de espécies de plantas e árvores apropriadas e ao envolvimento de autoridades nacionais e locais; mundo comemora esta quinta-feira o Dia Mundial de Combate à Desertificação.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização da ONU para Agricultura e Alimentação, FAO, divulgou esta quinta-feira um manual que mostra como um projecto na Mauritânia está a travar, com sucesso, o avanço de dunas de areia, protegendo ao mesmo tempo terras aráveis. O lançamento do livro marca o Dia Mundial de Combate à Desertificação.

Uma nota da agência afirma que a publicação pode servir de modelo para projectos similares em África. A invasão de areias cobre aldeias, estradas, colheitas e canais de irrigação, causando gandes perdas económicas, aumentando a pobreza e a insegurança alimentar.

Comunidades Locais

O novo manual da FAO, "Combate ao Avanço de Areias: Lições da Mauritânia", foi compilado com o apoio da região da Valónia, na Bélgica e do ministério para o Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do país africano.

O livro explica os diferentes processos do avanço de dunas e técnicas de controle, com ênfase no envolvimento de comunidades locais nas acções de combate à desertificação.

O projecto da FAO na Mauritânia conseguiu proteger 857 hectares de solo ameaçado, graças à escolha de espécies de plantas e árvores apropriadas e ao envolvimento de autoridades nacionais e locais.

Pobres e Vulneráveis

Em mensagem pelo Dia Mundial de Combate à Desertificação, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon lembrou que mais de 1 mil milhão de pessoas pobres e vulneráveis vivem em zonas áridas. Ele salientou a necessidade de combate ao fenómeno no mundo como forma de evitar a fome, a pobreza e tensões sociais.

Ban Ki-moon disse que nos últimos 40 anos quase 1/3 das terras cultiváveis do mundo tornaram-se improdutivas e quase 3/4 das pastagens naturais apresentam sintomas de desertificação.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud