Unido: é preciso reforçar laços entre a Rússia e África

16 junho 2010

Na sua mensagem, o director-geral da Unido disse que o continente necessita de parceiros que o ajudem a criar riqueza.

João Duarte, da Rádio ONU em Londres.

Um destacado funcionário das Nações Unidas apelou essa terça-feira à Rússia no sentido do reforço dos laços comerciais e de investimento com África. O continente, por sua vez, deveria procurar oportunidades de transferência de tecnologias provenientes da Rússia.

As declarações, contidas numa mensagem-vídeo, foram efectuadas por Kandeh Yumkella, director-geral da Organização da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Unido, no âmbito de uma conferência que decorre na capital russa, Moscovo, sobre as relações entre a Rússia e África.

Modelo

Na sua mensagem, Yumkella sublinhou a importância de construir uma nova relação de negócios e um novo modelo de parceria. Trata-se, na sua opinião, de uma situação que trará benefícios mútuos para ambas as partes. O director-geral da Unido disse ainda que África necessita de parceiros que ajudem o continente a criar riqueza.

Durante a mensagem, Yumkella exortou os participantes africanos na conferência a não pedirem auxílio à Rússia, mas sim oportunidades de negócio.

O alto funcionário reforçou a importância da determinação, competitividade e transferência de tecnologias, factores que geram mudança.

Empenho

Funcionários russos presentes no encontro reafirmaram o empenho do país em trabalhar com a Unido em projectos de transferência de tecnologias e capacitação.

No mês passado, a Unido lançou um projecto financiado pela Rússia cujo objectivo é criar capacidades técnicas na Serra Leoa no sector das pescas e aplicar tecnologias eficazes de processamento de marisco.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud