Acnur pede US$ 18 milhões para ajudar refugiados afegãos no Irã (Português Brasil)

2 junho 2010

Agência da ONU afirma ter recursos para aplicar somente em 22% das necessidades nas áreas de educação, saúde, água e outras infraestruturas nos assentamentos e centros urbanos com alta concentração de refugiados.

[caption id="attachment_178179" align="alignleft" width="175" caption="Refugiados afegãos "]

Juliana Saporito, da Rádio ONU em Nova York.*

O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, Acnur, anunciou que precisa de US$ 18 milhões, o equivalente a R$ 35 milhões, para financiar as suas operações no Irã, onde vivem mais de 1 milhão de refugiados afegãos.

O porta-voz do Acnur, Andrej Mahecic, disse a jornalistas em Genebra que o Irã, que enfrenta dificuldades econômicas, já recebeu duas gerações de refugiados, mas conta com pouco apoio internacional.

Redução

Desde 2002, o órgão ajudou a repatriar 860 mil afegãos e mais de 1 milhão retornaram voluntariamente ao país. O Acnur tem ampliado o programa no Irã devido à redução desses números nos últimos anos.

Apenas 3,6 mil afegãos retornaram por vontade própria ao país em 2008 e 6 mil em 2009.

Segundo a agência, o resultado reflete a dura realidade do Afeganistão, que sofre com a falta de segurança, condições extremas de pobreza e deficiência na saúde pública.

Mahecic disse que o Acnur tem recursos para aplicar somente em 22% das necessidades identificadas nas áreas de educação, saúde, água e outras infraestruturas nos assentamentos e centros urbanos com alta concentração de refugiados.

*Apresentação: Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud