Unicef lança apelo urgente de US$ 14 milhões para RD Congo

1 junho 2010

Porta-voz da agência disse que conflito armado, violência contra civis, violações sexuais, recrutamento forçado de crianças-soldado e deslocamentos massivos de populações continuam a afectar vastas regiões do leste do país.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Fundo da ONU para a Infância, Unicef, informou esta terça-feira que necessita de US$ 14 milhões para responder às necessidades urgentes de crianças e mulheres na República Democrática do Congo.

A porta-voz da agência, Christianne Berthiaume, disse a jornalistas em Genebra que conflito armado, violência contra civis, violações sexuais, recrutamento forçado de crianças-soldado e deslocamentos massivos de populações continuam a afectar vastas regiões do leste do país.

Violência

Ela salientou também que a situação de segurança permanece frágil em outras áreas da nação africana.

Segundo dados do Unicef, quase 2 milhões de congoleses continuam deslocados dentro do seu próprio país, incluindo 1 milhão de crianças.

Berthiaume revelou que além da prolongada violência no leste, conflitos tinham agora irrompido na província do Equador, no noroeste, deslocando cerca de 200 mil pessoas.

A resposta da agência tem-se centrado nas áreas de saúde, educação, higiene, água e vacinação, mas de acordo com a porta-voz, o Unicef precisa de recursos adicionais para satisfazer as necessidades urgentes de mulheres e crianças na República Democrática do Congo.

Imunização

Ela disse que a campanha de imunização da agência já cobriu mais de 400 mil pessoas, incluindo 85 mil crianças com menos de cinco anos e quase 43 mil mulheres grávidas nas três províncias do leste do país.

Christianne Berthiaume afirmou que o Unicef fez um apelo de US$ 133 milhões para financiar as suas operações no país, em 2010, mas que até agora só recebeu cerca de 1/7 daquele montante.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud