Campanha da ONU por cidades mais resistentes a desastres
BR

27 maio 2010

‘Tornando as cidades resistentes: minha cidade está ficando pronta’, que deve durar dois anos, faz um apelo aos líderes mundiais e governos locais para que se comprometam com uma lista de 10 ações essenciais.

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A Estratégia Internacional de Redução de Desastres da ONU, Isdr, vai lançar neste domingo, 30 de maio, uma nova campanha de sensibilização e estímulo de práticas sustentáveis que aumentem o bem-estar e a segurança das cidades.

A iniciativa ‘Tornando as cidades resistentes: minha cidade está ficando pronta', que deve durar dois anos, faz um apelo aos líderes mundiais e governos locais para que se comprometam com uma lista de 10 ações essenciais.

Planejamento

Entre elas, a melhoria do planejamento urbano, infraestrutura e segurança de edifícios, reforço de sistemas de drenagem para a redução de inundações e a tomada de medidas para adaptação aos impactos das mudanças climáticas.

Segundo a representante especial de Ban Ki-moon para a Redução de Desastres, Margareta Wahlström, quando há mobilização de sucesso, as cidades podem ser beneficiadas com crescimento e empregos, oportunidades de negócios, ecossistemas equilibrados, mais saúde e educação.

A campanha também pede a grupos de comunidades, planejadores, acadêmicos, ONGs e o setor privado para participarem dos esforços.

Inscrição

Um dos objetivos da iniciativa é inscrever 1 mil lideranças de governos locais para maior investimento na redução de desastres. Representantes de cinco cidades, entra elas Saint Louis, no Senegal e a Cidade do México, serão os primeiros a assinar o documento para cumprir os compromissos.

Eles participam do Primeiro Congresso Mundial sobre Cidades e Adaptação às Mudanças Climáticas, que acontece na cidade alemã de Bonn entre 28 e 30 de maio.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud