Agricultura familiar na América Latina

30 abril 2010

[caption id="attachment_179502" align="alignleft" width="175" caption="Foto: FAO"]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.

A agricultura tem um impacto direto sobre os desafios socioeconômicos que surgem nas zonas rurais da América Latina e do Caribe.

A afirmação foi feita pelo diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, Jacques Diouf, durante a 31ª Conferência Regional da FAO para América Latina e Caribe, que aconteceu na Cidade do Panamá.

Mudanças Climáticas

Ele afirmou que os principais desafios para alcançar o desenvolvimento sustentável do setor agrícola são o aprimoramento das infraestruturas rurais, o acesso à agua de boa qualidade, o quadro institucional, mecanismos de financiamento e a resposta às mudanças climáticas.

Diouf ressaltou ainda que, entre 1990 e 2006, a região reduziu o número de famintos de 53 milhões para 45 milhões de pessoas.

Mas os índices voltaram a crescer nos últimos anos devido à crise econômica mundial, como explicou à Rádio ONU, do Panamá, o Diretor de Políticas do Escritório Regional da FAO para a América Latina e o Caribe, Fernando Soto Baquero.

Baquero falou sobre a importância da agricultura familiar para a segurança alimentar na região.

Acompanhe a entrevista. Tempo Total 13'40"

Fernando Soto Baquero - parte 1

Fernando Soto Baquero - parte 2