60 mil crianças haitianas devem ser vacinadas
BR

30 abril 2010

Iniciativa é realizada todos os anos em 44 países e territórios do Caribe e das Américas do Norte, Central e do Sul; segundo Unicef, imunização no Haiti acontece em várias áreas do país, e em regiões próximas à fronteira com a República Dominicana.

[caption id="attachment_178737" align="alignleft" width="175" caption="Crianças haitianas"]

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.*

Cerca de 60 mil crianças haitianas menores de cinco anos de idade devem ser imunizadas a partir deste sábado como parte da Semana de Vacinação das Américas.

A iniciativa no Haiti será liderada pelo Ministério da Saúde do país com apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, Organização Mundial da Saúde, OMS, e Organização Panamericana de Saúde, Opas.

Colaboração

A campanha é realizada todos os anos em 44 países e territórios do Caribe e das Américas do Norte, Central e do Sul. As crianças devem ser vacinadas contra a poliomielite, difteria, tétano, coqueluche, sarampo e rubéola.

No Haiti, a imunização acontece em várias áreas a oeste e leste do país, e em regiões próximas à fronteira com a República Dominicana.

A representante do Unicef no Haiti, Francoise Gruloos-Ackermans, lembra que os esforços conjuntos nas fronteiras destacam o espírito de colaboração da Semana de Vacinação.

Suplementos

As áreas haitianas escolhidas como alvo da campanha foram muito afetadas pelo terremoto de janeiro, com grande fluxo de famílias deslocadas.

Nessas regiões, os níveis de imunização antes do tremor de terra eram de pouco mais de 50%. As crianças também devem receber suplementos alimentares de vitamina A e tratamento contra parasitas.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud