Holmes destaca protecção de civis durante missão à RD Congo

29 abril 2010

Subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários vai viajar para três das províncias mais afectadas por confrontos armados: Kivu Sul, província Oriental e província do Equador; país da África Central é hoje palco de uma das piores crises humanitárias no mundo.

John HolmesCarlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O coordenador humanitário da ONU, John Holmes, iniciou esta quinta-feira uma visita de cinco dias à República Democrática do Congo.

Durante a sua missão, Holmes vai viajar para três das províncias mais afectadas por confrontos armados: Kivu Sul, província Oriental e província do Equador.

Prioridades

Uma nota do Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária, Ocha, informa que ele vai discutir e destacar prioridades humanitárias e possíveis respostas, num contexto de crescente insegurança. A protecção de civis estará também no topo da sua agenda.

A República Democrática do Congo é hoje palco de uma das piores crises humanitárias no mundo. A ONU estima que quase 2 milhões de pessoas estão deslocadas devido ao conflito armado.

John Holmes viajou para o país da África Central a partir do Niger, onde permaneceu quatro dias. Durante a sua estadia nesta nação, ele alertou para a gravidade da crise alimentar causada por chuvas fracas e irregulares.

Acção Humanitária

Holmes disse que em algumas regiões a situação pode ser pior do que durante a crise que assolou o país em 2005.

Cerca de 7,8 milhões de pessoas na nação da África Ocidental, quase 58% da população, enfrentam insegurança alimentar. O plano de acção humanitária para o país, no valor de US$ 190 milhões, só foi financiado em 30%.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud