ONU pede acesso universal a serviços básicos de energia até 2030
BR

28 abril 2010

Relatório do Grupo Consultivo sobre Energia e Mudanças Climáticas mostra que entre 2 a 4 bilhões de pessoas no mundo continuam dependendo de fontes energéticas como lenha.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O mundo não irá cumprir as Metas do Milênio se não tiver acesso a energia moderna barata.

A afirmação foi feita nesta quarta-feira pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, durante o lançamento do relatório do Grupo Consultivo sobre Energia e Mudanças Climáticas.

Impacto Profundo

Ban disse que as decisões tomadas agora na área de energia terão um impacto profundo sobre o clima global, desenvolvimento sustentável, crescimento econômico e segurança mundial.

Ele ressaltou que o mundo precisa de uma revolução de energia limpa nos países pobres, onde a procura aumenta a cada dia, e nas nações ricas, para reduzir os gases que provocam o efeito estufa.

O Secretário-Geral afirmou que o mundo precisa acelerar o desenvolvimento de energias renováveis e outras tecnologias verdes. Ele disse que esses objetivos são ambiciosos mas possíveis.

Eletricidade

O relatório revela que 1,6 bilhão de pessoas não tem acesso a eletricidade e que entre 2 a 4 bilhões continuam dependendo de fontes energéticas como lenha.

Os autores do estudo fazem um apelo para o acesso universal a serviços básicos e modernos de energia até 2030 e dizem que isto pode ser feito sem aumentar de forma significativa as emissões que contribuem para alterações climáticas.

*Apresentação: Daniela Traldi, da Rádio ONU, em Nova York.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud