337 milhões de acidentes de trabalho por ano no mundo
BR

28 abril 2010

OIT diz que 2,3 milhões de pessoas morrem todos os anos como resultado de ferimentos ou doenças relacionadas com o trabalho; Dia Mundial para a Segurança e Saúde no Trabalho é celebrado nesta quarta-feira.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova York.*

O Dia Mundial para a Segurança e Saúde no Trabalho é comemorado nesta quarta-feira num contexto marcado por perigos emergentes no mercado de trabalho e por crescentes preocupações sobre o impacto da crise econômica.

Uma nota da Organização Internacional do Trabalho, OIT, afirma que a data será marcada por uma série de eventos destinados a promover uma cultura de prevenção.

Condições

Em mensagem, o diretor-geral da agência da ONU, Juan Somavia, disse que uma das principais preocupações é o aumento de condições psicossociais ligadas ao estado atual da economia global.

Ele ressaltou que o impacto negativo da recessão em empresas afetou muitos trabalhadores. Somavia notou que qualquer estratégia de recuperação econômica tem que levar em conta a segurança e saúde dos trabalhadores.

Uma publicação da OIT para marcar a data detalha novas questões ligadas à segurança no trabalho, incluindo inovações tecnológicas nas áreas de biotecnologia e nanotecnologia.

Mortes

Segundo dados da agência, cerca de 2,3 milhões de pessoas morrem todos os anos como resultado de ferimentos ou doenças relacionadas com o trabalho. Além disso, cerca de 337 milhões de acidentes ocorrem todos os anos.

Juan Somavia disse que o custo humano da tragédia diária é imenso. Os custos econômicos são também elevados. A OIT estima que os prejuízos resultantes de dias de trabalho perdidos, custos médicos e outros gastos representam 4% do produto interno bruto global.

*Apresentação: Eduardo Costa Mendonça, da Rádio ONU, em Nova York.