PAM acelera resposta a crescente crise alimentar no Niger (Português África)

26 abril 2010

A agência disse que o mundo tem de actuar para evitar uma massiva tragédia humana e a perda de uma geração na nação da África Ocidental.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa Alimentar Mundial, PAM, anunciou esta segunda-feira que vai duplicar o número de famintos que apoia no Niger, fornecendo assistência a 2,3 milhões de pessoas afectadas pelo agravamento da crise de comida causada pela seca na região oriental do Sahel.

A directora executiva da agência da ONU, Josette Sheeran, disse que o mundo tem de actuar para evitar uma massiva tragédia humana e a perda de uma geração na nação da África Ocidental.

Crises Periódicas

Sheeran repetiu os comentários feitos pelo coordenador humanitário das Nações Unidas, John Holmes, que sublinhou a necessidade de uma acção conjunta aos níveis humanitário e de desenvolvimento para lidar com as causas estruturais subjacentes às crises alimentares periódicas na área do Sahel.

Holmes iniciou este domingo uma visita ao Niger como parte do périplo que realiza à sub-região africana.

Chuvas fracas e irregulares em muitas zonas do Sahel oriental destruíram colheitas e secaram áreas de pastagem usadas por pastores para alimentar os seu gado.

O reforço das operações do PAM previlegia a redução da malnutrição através de distribuições de comida a 1,5 milhões de pessoas e assistência alimentar generalizada a crianças com menos de dois anos.

Apelo

A agência ainda não recebeu metade do apelo de US$ 182 milhões que lançou para financiar o reforço das suas operações num dos países mais pobres do mundo.

O PAM disse que está a comprar a maior parte dos produtos que necessita em nações vizinhas do Niger, para reduzir o tempo de espera e fornecer assistência alimentar o mais depressa possível.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud