Grupo de trabalho da ONU avalia uso de mercenários

12 abril 2010

Grupo de relatores independentes vai reunir-se durante os próximos sete dias antes de submeter o seu relatório final sobre progressos alcançados na preparação de um projecto de instrumento legal na área; documento será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos, em Setembro, para avaliação e acção.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Grupo de Trabalho da ONU sobre o Uso de Mercenários realiza esta segunda-feira o seu último encontro no âmbito do processo em curso para elaborar uma nova convenção sobre a regulação das actividades de empresas militares privadas de segurança.

O grupo de relatores independentes vai reunir-se durante os próximos sete dias em Genebra antes de submeter o seu relatório final sobre progressos alcançados na preparação de um projecto de instrumento legal.

Avaliação

O documento será apresentado ao Conselho de Direitos Humanos, em Setembro, para avaliação e acção.

No início deste ano, o grupo partilhou com todos os Estados membros das Nações Unidas os elementos da nova convenção.

Na altura, os relatores pediram aos países para apoiarem esse novo instrumento legal e criarem um mecanismo intergovernamental para escrever e adoptar a nova convenção.

O grupo de trabalho tem vindo a monitorar o impacto das actividades de mercenários e empresas privadas de segurança na área de direitos humanos, assim como a sua falta de responsabilização.

Ao mesmo tempo, o órgão vem defendendo uma regulamentação mais forte e a criação de um sistema de controle aos níveis nacional e internacional.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud