OMS envia medicamentos de emergência para Quirguistão
BR

9 abril 2010

Segundo agência da ONU, material pode tratar até 1,5 mil pessoas; Cruz Vermelha Internacional também fornece ajuda ao país da Ásia Central.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, anunciou nesta sexta-feira em Genebra, na Suíça, que está enviando material para tratamento de emergência e medicamentos ao Quirguistão.

A agência da ONU informa que o Ministério da Saúde do país fez um pedido de assistência ao tratamento de feridos nos conflitos desta semana.

Feridos

Segundo agências de notícias, 75 pessoas morreram na quarta-feira em confrontos contra a privatização de companhias de energia no Quirguistão. Os protestos derrubaram o presidente Kurmanbek Bakiyev e a oposição tomou o poder.

O material enviado pela OMS será suficiente para tratar até 1,5 mil pessoas. Hospitais locais do país afirmam que pelo menos 500 civis foram feridos. De acordo com a OMS, a situação na capital Bishkek está se estabilizando.

A Cruz Vermelha Internacional também providencia ajuda, com o fornecimento de kits de primeiros-socorros a três serviços de saúde em Bishkek. Todos os centros de saúde receberam grande número de feridos e estavam sem material para tratamento.

Princípios Humanitários

A Cruz Vermelha pediu ainda nesta sexta-feira para que todos os envolvidos nos episódios violentos no Quirguistão respeitem os princípios básicos humanitários e os padrões internacionais sobre o uso da força.

Na quarta-feira, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse estar chocado com o número de mortos e feridos e fez um apelo urgente por diálogo e calma no país.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud