Redução no número de migrantes que atravessam Golfo de Aden

9 abril 2010

Segundo o Acnur, a maior queda foi registada no número de migrantes somalis; declínio não está ligado à melhoria das condições de segurança dentro da Somália.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O número de pessoas que atravessaram o Golfo de Aden e o Mar Vermelho a partir do Corno de África sofreu uma redução para quase metade no primeiro trimestre deste ano, comparado ao mesmo período de 2009.

A revelação foi feita esta sexta-feira pelo Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur.

Segurança

Desde o início do ano cerca de 9,4 mil pessoas chegaram à costa do Iémen. Quase 17 mil africanos fizeram a mesma viagem entre Janeiro e Março de 2009.

Segundo a agência das Nações Unidas, a maior queda foi registada no número de migrantes somalis. Um pouco mais de 3 mil chegou este ano ao Iémen, ou seja, cerca de 1/3 do total registado no primeiro trimestre de 2009.

O Acnur afirma, contudo, que o declínio na chegada de refugiados somalis ao Iémen não está ligado à melhoria das condições de segurança dentro da Somália. Muitos civis naquela nação africana ainda são forçados a deixar suas casas diariamente.

O início de 2010 foi marcado por alguns dos piores e mais sangrentos confrontos que a Somália conheceu nos últimos 12 meses, que causaram um número muito elevado de deslocados.

Traficantes

Quase 170 mil pessoas foram forçadas a deixar suas casas na região do centro-sul do país, particularmente em Mogadishio, a capital. Apesar disso, o número de migrantes somalis que procuram uma vida melhor no Iémen permaneceu baixo.

Muitos disseram ao Acnur que os que fogem aos conflitos têm cada vez mais dificuldades em chegar ao porto de Bossaso, no norte da Somália, onde esperam por uma oportunidade para viajar em barcos de traficantes.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud