Insegurança alimentar afecta quase 1 milhão no Uganda

26 março 2010

Alerta foi lançado pela Rede de Sistemas de Aviso Antecipado sobre a Fome; PAM planeia reiniciar a distribuição de alimentos na região mais afectada no próximo mês.

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Pelo menos 900 mil pessoas em Karamoja, no nordeste do Uganda, enfrentam uma grave insegurança alimentar devido ao fracasso consecutivo de épocas de chuvas e fracas colheitas nestes últimos 4 anos.

O alerta foi lançado esta sexta-feira pela Rede de Sistemas de Aviso Antecipado sobre a Fome.

Distribuição

Segundo o órgão, cerca de 81% de um total de 1,1 milhão de pessoas que enfrentam escassez de comida no Uganda vivem em Karamoja.

O Programa Alimentar Mundial, PAM, planeia reiniciar a distribuição de alimentos na região no próximo mês numa altura em que os produtos das últimas colheitas estão quase a esgotar-se.

O director da agência da ONU, no país, Stanlake Samkange, disse que o PAM manteve a sua distribuição geral de alimentos a cerca de 90% da população até Dezembro.

Colheitas

Ele afirmou que as últimas colheitas deveriam durar três meses daí a decisão da agência de recomeçar a distribuição em Abril para colmatar lacunas críticas.

Samkange salientou que a operação de emergência do PAM irá tentar satisfazer as necessidades específicas das pessoas mais afectadas na área semi-árida.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud