Mundo está numa encruzilhada sobre Metas do Milénio, diz Ban

16 março 2010

Ban Ki-moon afirmou que a crise financeira e económica, a crise alimentar, as alterações climáticas e os desastres naturais ameaçam inverter os ganhos alcançados; líderes mundiais vão discutir tema em cimeira especial em Nova Iorque.

[caption id="attachment_177283" align="alignleft" width="175" caption="Ban Ki-moon"]

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que o mundo está numa encruzilhada, cinco anos antes antes do prazo para o cumprimento das Metas do Milénio.

Falando esta terça-feira à Assembleia-Geral, Ban indicou que muitos países fizeram progressos extraordinários, enquanto outros debatem-se com enormes dificuldades.

Mensagem

O seu relatório, "Respeitando a Promessa" foi preparado para a reunião de alto nível sobre as Metas de Desenvolvimento do Milénio, marcada para Setembro, na sede da ONU, em Nova Iorque.

Ban Ki-moon disse que os desafios são imensos. Ele realçou que a crise financeira e económica, a crise alimentar, as alterações climáticas e os desastres naturais ameaçam inverter os ganhos alcançados.

O Secretário-Geral indicou, contudo, que a mensagem é clara. Segundo Ban, esses desafios podem ser ultrapassados com políticas e investimentos adequados e apoio internacional.

Ban Ki-moon deu o exemplo dos sucessos alcançados por alguns países na redução da pobreza extrema, fome e prevalência de doenças contagiosas.

Ele sublinhou que esses ganhos foram alcançados pelas nações mais pobres do planeta.

Oportunidade

Ban afirmou que entre 1999 e 2004, a África Subsaariana conseguiu uma das maiores reduções de sempre no número de mortos por sarampo. A região também conheceu um dos crescimentos mais rápidos no número de crianças matriculadas na educação primária.

O Secretário-Geral sublinhou que a cimeira de Setembro irá fornecer uma oportunidade aos líderes mundiais para respeitarem as promessas que fizeram aos milhões de pobres e vulneráveis.

 

♦ Receba atualizações diretamente no seu email - Assine aqui a newsletter da ONU News
♦ Baixe o aplicativo/aplicação para - iOS ou Android
♦ Siga-nos no Twitter! Assista aos vídeos no Youtube e ouça a rádio no Soundcloud